Câmeras Digitais

As câmeras digitais revolucionaram a forma como lidamos com a fotografia. Mas a evolução não parou e hoje modelos são à prova d´agua, conectam-se à internet e ainda têm recursos de estabilização para melhores fotos. Veja como escolher. 

Existe câmera digital ideal?

O segredo é pensar na forma como você vai utilizá-la. Começando com a câmera compacta, por exemplo, você vai descobrir que ela cabe em qualquer bolsa e oferece recursos interessantes, como detecção de sorrisos, filtros de cor e edição. Se você pensa em somente fazer seus registros familiares, é bastante indicada. 

Agora, se você busca modelos que permitam ajustes mais precisos, a câmera semiprofissional começa a fazer mais sentido. Ela terá o corpo mais robusto, lentes com um conjunto óptico de melhor qualidade e até superzoom. Além disso, vão oferecer programas de ajuste com regulagem para entrada de luz, velocidade do obturador entre outras. 

Já a câmera profissional é indicada para quem quer se dedicar um pouco mais ao mundo da fotografia. Elas vão permitir a troca de lentes objetivas, para que você possa escolher a melhor opção para cada tipo de foto e assim obter resultados melhores. Elas são versáteis, pois sua qualidade de filmagem muitas vezes é superior à de algumas filmadoras.   

Existem ainda câmeras especiais, como as de aventura e as aquáticas. A câmera aquática ou esportiva está sempre pronta para ser colocada em uma prancha de surf ou moto e registrar as aventuras. Sua representante mais famosa é a GoPro.  Temos ainda as câmeras instantâneas, que recuperam aquele charme das antigas polaroides, imprimindo as fotos no exato momento em que são tiradas. 

Alguns recursos para ficar de olho

Zoom óptico x Zoom digital: o primeiro é obtido a partir do conjunto de lentes da câmera e é, portanto, real. Já o segundo é apenas a ampliação da captação feita pelo sensor. É mais indicado para quem produz imagens domésticas, principalmente, que não precisarão ser impressas em grandes formatos. 

Megapixels e qualidade da foto: nas fichas técnicas, você vai encontrar modelos com 14, 16 ou mesmo 18 megapixels. Isso quer dizer que a imagem obtida a partir deste modelo é melhor? Nem sempre. Além da quantidade de pixels, a tecnologia de captação e os sensores utilizados influenciam muito no resultado final. Existem dois padrões: CMOS e CCD. 

A maioria das câmeras digitais atuais utiliza sensores CMOS que, apesar de não ter a mesma sensibilidade à luz de um CCD, é mais fácil e barato de produzir. A tecnologia CMOS consome menos energia e, com isso, aumenta a duração da bateria e autonomia de disparos. 

Entradas e conexões: a grande maioria dos modelos conta com entradas miniUSB para conexão em computadores para transferência de arquivos. Modelos mais avençados, principalmente os esportivos, oferecem ainda acesso à rede Wi-Fi e conexão Bluetooth para conexão com outros dispositivos como impressoras ou flashes profissionais.