Aquecedores de água e chuveiros

Antes de escolher um modelo de aquecedor de água para a sua casa, será preciso verificar a parte hidráulica do imóvel. Não esqueça de verificar as condições das tubulações para a água fria, a água quente e para o gás. Este último poderá ser um modelo GLP (Gás Liquefeito do Petróleo) ou o Gás Natural.

Outra dica é analisar a distância de onde ficará o aquecedor até os pontos de saída de água, como duchas e torneiras. Quanto maior a distância entre o aquecedor e os locais de consumo, maior será a perda de temperatura.

Se a distância for muito grande, será necessário fazer a pressurização da rede hidráulica. Lembre-se que todo o processo de instalação do aquecedor precisa ser realizado por um técnico especializado, para a verificação exata do sistema de ventilação, dutos e saída de ar.

Chuveiro ou ducha: qual escolher?

A decisão entre comprar um chuveiro ou uma ducha não é uma tarefa simples. Isso porque há marcas de chuveiros disponíveis no mercado que atendem pelo nome de "ducha", o que já dificulta de cara o processo de escolha.

Dica especial: verifique em qual posição cai a água. Se ela cair verticalmente, é chuveiro. Já no caso das duchas, que costumam ser fixadas na parede, a queda de água vai depender do formato e do design do produto.

Vazão de água também é fator decisivo

Outra diferença está na forma de aquecimento e na quantidade de vazão da água. As duchas, como não precisam empregar muita energia no aquecimento, têm a capacidade de borrifar uma quantidade maior de água, ou seja, tem maior vazão.

Especialistas afirmam que chuveiros são mais econômicos no consumo de água, mas gastam mais energia elétrica, enquanto as duchas gastam três vezes mais água, porém consomem menos energia.

Chuveiros elétricos não oferecem banhos com alta pressão de água ou "mais confortáveis". Mas você pode comprar chuveiros pressurizados ou optar pela instalação de pressurizadores avulsos e conseguirá garantir um banho mais gostoso.

Características e benefícios de chuveiros e duchas digitais

  • Alguns produtos possuem características específicas que auxiliam ainda mais no dia a dia, facilitando sua utilização. Conheça algumas delas:
  • Controle remoto de temperaturas com visor digital. Controle de temperatura da água sem esforço;
  • Elimina o desperdício de água. No início de cada banho, toda a água fria contida na tubulação do aquecedor central é aquecida instantaneamente na temperatura certa;
  • Diminui o consumo de energia elétrica. Elimina a necessidade de termostato e da resistência no reservatório do aquecedor solar, que, independente da utilização ou não da água quente, consome energia elétrica durante horas nos dias nublados;
  • Alerta sonoro de segurança e tempo de banho. Caso a temperatura da água ultrapasse 45 °C, um aviso sonoro é acionado, alertando o usuário que a temperatura da água não é adequada ao banho. Este alerta sonoro se mantém ativo até que água fria seja misturada à água muito quente do aquecedor, e seja atingida uma temperatura adequada ao banho.

Ducha higiênica: para que serve?

A ducha higiênica é muito prática para os banheiros. Ela serve para fazer uma higiene rápida das partes íntimas. Sua instalação é rápida e prática feita ao lado do vaso sanitário. Ao adquirir uma ducha higiênica certifique-se de que o produto possui um engate flexível, um gatilho, um registro e dois anéis de vedação.

Por fim, abaixo temos uma tabela que serve para orientar você na hora de escolher o modelo de acordo com a sua necessidade. Antes de adquirir um aquecedor de água, responda a seguinte questão: em quantos locais você e sua família utilizarão a água quente ao mesmo tempo?

8 litros

É capaz de atender a apenas um chuveiro

10 a 15 litros

Atende um chuveiro e uma torneira, por exemplo, ao mesmo tempo

22 a 26 litros

Duas duchas com no máximo 10 litros de vazão e duas torneiras

30 a 37 litros

Três duchas e torneiras, mas as duchas devem conter no máximo 10 litros de vazão